A durabilidade das próteses dentárias depende de uma série de fatores, como a qualidade do material utilizado para sua confecção e o tipo de tratamento realizado. Mas um ponto fundamental para fazer com que as peças durem por mais tempo é adotar bons hábitos, tanto de higiene quanto alimentares.

Ao contrário das próteses removíveis, que têm pouca durabilidade — em média 5 anos —, as próteses fixas, se bem cuidadas, podem durar em média entre 10 e 15 anos.

Mas, para que as próteses dentárias durem, é preciso tomar certos cuidados. Neste post, vamos falar sobre algumas medidas que ajudam a aumentar a sua longevidade. Confira!

1. Escove os dentes sempre após as refeições e antes de dormir

Muitos pacientes pensam que ao usar as próteses dentárias não precisam dar tanta atenção à sua saúde bucal, pois não haverá incidência de cáries. Embora no caso do uso da prótese total esse fato seja verdadeiro, o acúmulo de resíduos alimentares causa outros problemas à integridade oral do paciente, como a gengivite, a periodontite e a retração gengival — que atrapalham a harmonia do sorriso.

Vale destacar que a gengivite e a periodontite causam perda óssea, e para que a prótese fique firme na boca, é necessário que a estrutura óssea esteja saudável.

2. Utilize uma escova de dentes de cerdas macias

Essa é uma recomendação que os dentistas fazem também para os pacientes que não têm próteses. Ao contrário do que muitos pensam, a escova de dentes não precisa ter cerdas duras para fazer uma limpeza adequada. As cerdas mais duras podem, na verdade, diminuir a vida útil das próteses, além de causar lesões nas gengivas.

Então, dê preferência a escovas de cerdas macias ou extramacias.

3. Faça o uso de escovas especiais

As próteses dentárias, muitas vezes, são mais difíceis de higienizar, principalmente quando há outros dentes adjacentes. Por isso, o uso de escovas especiais como as interdentais e as de tufo é essencial para completar a higiene bucal – uma vez que essas escovas ajudam a alcançar as áreas mais difíceis, como aquelas entre as próteses e no canto da boca.

4. Use o fio dental diariamente

O fio dental deve ser utilizado diariamente, tanto por pacientes que têm ponte fixa quanto para aqueles que usam a prótese total. Como é mais difícil passar o fio entre os dentes artificiais, o ideal é contar com a ajuda de um passa fio a fim de facilitar o processo.

5. Evite alimentos muito duros

Os cuidados com a alimentação devem ser redobrados para pacientes que fazem uso de próteses dentárias. Isso acontece porque, mesmo os materiais mais fortes, como a porcelana, não têm a mesma resistência de um dente natural.

Por isso, alimentos muito duros devem ser evitados para que não haja o risco de que as próteses se fraturem ou se quebrem.

6. Evite alimentos muito ácidos e pigmentados

A acidez contida em certos alimentos, como as frutas cítricas e os refrigerantes, pode diminuir a vida útil das próteses, principalmente quando o paciente não adota bons hábitos de higiene bucal.

Alimentos muito pigmentados, como o vinho, os molhos prontos e a beterraba, também podem manchar as próteses de resina. Por isso, eles devem ser consumidos com moderação e a higiene bucal precisa ser feita logo após seu consumo.

7. Utilize a pasta dental e o enxaguante bucal de acordo com a orientação do dentista

Algumas pastas dentais, como aquelas que prometem clarear os dentes, são muito abrasivas. Então, se você tem próteses parciais, mas deseja clarear seu sorriso, deve procurar o dentista para fazer o procedimento em consultório e não utilizar esse tipo de produto, pois ele pode causar danos.

O uso de enxaguantes bucais também deve ser feito de acordo com a orientação do dentista, pois alguns podem conter substâncias que agridem o material utilizado para a confecção das próteses.

8. Utilize jatos de água para limpar as próteses dentárias

Existem no mercado aparelhos que jogam jatos de água sob pressão, que são muito eficientes para limpar abaixo da prótese — eles podem ser encontrados facilmente na internet.

Mas lembre-se: é preciso conversar com o seu dentista sobre a viabilidade e a melhor maneira de usar esse tipo de aparelho.

9. Use protetor bucal quando praticar esportes

Pessoas que praticam esportes são suscetíveis a quedas e choques capazes de danificar as próteses. Praticantes de artes marciais, principalmente, estão bastante expostos ao risco de pancadas que podem levar à quebra de dentes. Para eles, é muito importante o uso de protetores bucais, pois eles amenizam esses choques, minimizando os riscos de problemas.

10. Visite seu dentista regularmente

Outro ponto importante é a necessidade de ir ao dentista periodicamente para verificar como anda a saúde bucal. Mesmo os pacientes que usam a prótese total devem seguir essa rotina de consultas, pois, durante as idas ao consultório, o profissional confere como está o restante da boca.

Vale lembrar que a profilaxia — limpeza dentária profissional — é essencial tanto para quem tem próteses totais quanto parciais. Essa higienização deve ser feita a cada seis meses ou de acordo com a indicação do dentista.

No mais, as visitas ao dentista são importantes para que ele verifique se há algum tipo de infiltração ou dano nas próteses, o que demanda a substituição das peças.

Como mencionado no início do post, as próteses não são eternas, e o tempo de durabilidade varia de acordo com o tipo do material utilizado e os cuidados empregados. Então, depois de alguns anos, será necessária a troca das próteses, mesmo que elas sejam fixas.

Como você viu, os cuidados com as próteses dentárias não são muito diferentes dos realizados nos dentes naturais. Em alguns casos, é preciso apenas o uso de acessórios específicos, pois elas são mais delicadas e demandam uma atenção especial.

Se você está procurando por bons profissionais para cuidar da saúde bucal de toda a sua família, a Sorrisus é a escolha certa. Entre em contato conosco e conheça nossas unidades e serviços!